25/09/2001
Takaoka retoma megaprojeto

Rudi Gonçalves


Empreendimento na região de Alphaville/SP terá
quatro torres e bloco de embasamento com área total construída de 200 mil m².


Constituído por quatro torres de 20 andares, somando 80 mil m², e um bloco de embasamento de 120 mil m², com 8 pavimentos, o próximo empreendimento da Takaoka, no valor de R$ 300 milhões, terá área construída de 200 mil m². Trata-se do São Paulo Wellness, um condomínio comercial de alto padrão, que vai localizar-se em Barueri/SP, às margens da rodovia Castello Branco e a dois km do acesso ao Rodoanel Mário Covas.

De acordo com o diretor de projetos, Fernando Bontorim, a iniciativa, que existe há mais de um ano, está sendo viabilizada a partir de investimentos da própria Takaoka, com 56% do total, da JAG Participações, 22%, e dos grupos Orsa e Goincorp, com 11%, cada.

Foto: Divulgação/Ketchum

Perspectiva do hall do shopping
Foto: Divulgação/Ketchum

As quatro torres do projeto
A obra adotará como método construtivo o concreto armado de alto desempenho, moldado no local. Ela começa a ser executada em novembro deste ano, num terreno de 24 mil m², e comportará hotel, centro de convenções, shopping center - mais de 100 lojas destinadas à comercialização de alimentos, vitaminas, medicamentos, cosméticos, perfumes -, com ênfase em estética, beleza e saúde, área para academia e praça de alimentação. O projeto é de autoria do escritório do arquiteto Reinaldo Pestana, responsável pelos condomínios Alphaville e Alto da Serra.

A previsão da Takaoka é de que as quatro torres abrigarão um centro de medicina integrada, constituído por consultórios, clínicas, laboratórios de análises clínicas, centro cirúrgico, de imagens, de estética e de fisioterapia. Só de laje, as quatro torres têm área de 1,1 mil m², o que dá em torno de 240 m² de espaço para cada unidade nos pavimentos.
O bloco de embasamento contará com oito pavimentos, sendo que o primeiro e o que fica ao nível da rua destinam-se ao shopping. Os três andares acima e os três subsolos serão reservados ao estacionamento, com capacidade para 3.300 vagas.

A Takaoka espera que até março do próximo ano, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) já tenha autorizado a distribuição de títulos recebíveis do empreendimento, num total de R$ 212 milhões, e que contribuirão para o financiamento da obra. A expectativa é de que, embora as obras devam iniciar-se já em novembro, o lançamento do projeto ocorra até março. O término está previsto para o primeiro semestre de 2004, afirma Bontorim.

Mídia impressa - Rádio e TV
MAPFRE-VERA CRUZ
- ABBC

Internet

Lockwood - Takaoka - Moro Construções - Cecrisa